All for Joomla All for Webmasters

PSI-20 regista maior subida em um mês com Altri a brilhar – Bolsa


A bolsa nacional valorizou 1,26% para os 5.271,55 pontos esta quinta-feira, 14 de março, registando a maior subida em mais de um mês. A maior parte das cotadas subiu, mas o destaque vai para a Altri que disparou após ter revelado que os seus lucros duplicaram no ano passado. O PSI-20 acompanham assim a tendência positiva das bolsas europeias na sessão de hoje.
Na Europa, a negociação deverá estar a ser beneficiada pela esperança dos mercados de que os deputados britânicos votem favoravelmente o adiamento do prazo limite do Brexit, que oficialmente concretiza-se a 29 de março. A dúvida é depois saber qual será a duração desse adiamento, sendo que o Governo britânico é favorável a um período mais curto do que defende Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, que terá o poder de decisão caso o Reino Unido avance com esse pedido de adiamento.

O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, segue a valorizar 0,88% para os 378,91 pontos, negociando em máximos de seis meses. “A maioria dos setores terminou em alta, com exceção dos produtores de matérias-primas, cuja performance foi penalizada pela divulgação de importantes dados económicos relativos à China, que acusaram, novamente para uma certa fragilidade”, referem os analistas do BPI no comentário de fecho desta quinta-feira, 14 de março.

Na bolsa nacional – que já valoriza 11% desde o início do ano -, os investidores reagiram à apresentação de resultados da Altri, Ramada e Cofina, que foram comunicados ao mercado ontem já após o fecho. “O dia foi bastante positivo para o mercado português que terminou com uma overperformance face às bolsas europeias”, concluem os analistas do BPI.

No PSI-20, o destaque de hoje vai para a Altri, empresa co-liderada por Paulo Fernandes – que detém a Cofina, dona do Negócios – e por João Borges de Oliveira. As ações da papeleira subiram 8,24% para os 7,75 euros, após a cotada ter revelado que os lucros duplicaram em 2018 e que vai distribuir dividendos recorde. Esta foi a maior subida desde outubro, tendo a cotação atingido máximos de novembro. 
As outras duas cotadas do setor do papel também fecharam em alta. A Navigator valorizou 1,5% para os 4,334 euros e a Semapa subiu 0,67% para os 15,10 euros. 
Já a Ramada, liderada por João Borges de Oliveira, reportou um aumento de 23% do seu resultado líquido e um aumento do dividendo para 60 cêntimos. Os títulos da empresa subiram 0,65% para os 7,75 euros. Nota ainda para a subida de 2,59% para os 5,54 euros das ações da Nos. 
A maior parte das cotadas (16) subiram na sessão de hoje. No setor energético, a EDP valorizou 1,36% para os 3,349 euros, a EDP Renováveis subiu 1,39% para os 8,76 euros e a Galp somou 0,96% para os 14,69 euros. 
Houve apenas duas quedas, onde se inclui o BCP. As ações do Banco Comercial Português desvalorizaram 0,44% para os 22,72 cêntimos. 
A Cofina, que está fora do PSI-20, revelou um aumento de 31% dos seus lucros para 6,6 milhões de euros em 2018. As ações desceram 1,52% para os 65 cêntimos. 
(Notícia atualizada às 16h53)



Fonte do Artigo

About The Author

Related posts

Deixe uma resposta